quarta-feira, 14 de março de 2012

Modelos planetários.

Historicamente nossa visão do universo foi dominada por dois modelos: o geocêntrico e o heliocêntrico.

O Geocentrismo (modelo geocêntrico) coloca a Terra como centro do universo, com os demais corpos celestes movendo-se em órbitas circulares ao seu redor. Tendo como seu defensor o conhecido filósofo grego Aristóteles (séc IV a.C), foi aperfeiçoado por Cláudio Ptolomeu (séc II d. C) e aceito até o final do séc XVI.

Já o Heliocentrismo (modelo heliocêntrico), é o modelo planetário que coloca o Sol no centro do sistema planetário, com os planetas, inclusive a Terra, girando em órbitas bem definidas ao seu redor. O Heliocentrismo ganha força a partir de meados do séc XVI, nos trabalhos de Nicolau Copérnico (1473 - 1543). É defendido por Galileu Galilei (1564 - 1642), que, acredita-se, foi o primeiro homem a observar o céu com o auxílio de um telescópio (luneta), mas foi com Johannes Kepler (1571 - 1630) que ganha o status de teoria científica, pois este confronta os dados experimentais de anos de observações astronômicas com o modelo matemático do sistema solar, que pode ser resumido, hoje, num conjunto de leis sobre o movimento planetário que recebe o nome de Leis de Kepler.

4 comentários:

jord disse...

Ta ok .. mais como foi a esa mudança de concepção .. o que isso representou historicamente??? alguem pode me responder??

Prof. Andre Vieira disse...

Olá jord. A adoção do sistema heliocêntrico como o "oficial", por assim dizer, ocorreu ao longo de um processo histórico. Posso adiantar que inúmeras evidências científicas fazem com que o sistema heliocêntrico (sistema solar) seja a forma mais simples e coerente de entender o sistema planetário. Abç.

batata disse...

cancer

batata disse...
Este comentário foi removido pelo autor.